Receita na mesa

Faça bem-casado em casa e não passe mais vontade

Aquela história de ter que esperar uma festa de casamento virou passado

Por Receita na mesa

  • min 50
  • Porções 20
  • Nível Médio

O bem-casado é um item quase que indispensável nos casamentos e agrada a maior parte dos convidados que sonham com a chegada da data para poder levar alguns exemplares para casa. Mas não precisa de tanto para comer um desses docinhos, você pode fazer em casa!

Ingredientes
  • 6 ovos
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de amido de batata
  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo peneirada
  • 1/4 xícara (chá) de chocolate em pó
  • 1 colher (chá) de fermento em pó
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 colheres (sopa) de chocolate em pó


Modo de Preparo

  • Separe as claras dos ovos e bata-as por cerca de 3 minutos ou até alcançar um ponto mais avançado do que em neve. Acrescente o açúcar e as gemas, bata mais um pouco.
  • Acrescente a farinha peneirada, o amido de batata e o chocolate. Misture até que fique homogêneo, logo depois acrescente o fermento e mexa novamente.
  • Forre uma forma baixa com papel manteiga e jogue a massa uniformemente. Leve para o forno, pré-aquecido, a 160° por cerca de 20 minutos.
  • Retire do forno e corte o bolinho com uma forma redonda, no formato do bem-casado.
  • Em uma panela misture o leite condensado e o chocolate em pó e desligue o fogo um pouco depois do ponto de brigadeiro.
  • Pegue um pedaço já cortado da massa e passe a quantidade de recheio que quiser, feche com outro pedaço.
  • Embale e o seu bem-casado está pronto!


Dica

- Se você desejar, pode fazer tambem uma cobertura, para deixar o seu bem-casado com uma crosta em volta, como se fosse um bombom. Para isso derreta uma barra de chocolate preto ou branco em banho maria, mergulhe o doce já pronto e leve para a geladeira para esfriar e endurecer. Depois é só embrulhar da forma que preferir. 

+ Coxinha de brigadeiro? Aprenda a fazer essa delícia

Você sabia?

- O bem-casado surgiu em torno do séc. XVIII. A lenda por trás desse doce diz que quando duas partes se unem e são seladas pela cumplicidade, ele deverá ser oferecido aos convidados para que a felicidade seja compartilhada e as pessoas que o comerem tenha a mesma sorte na vida.